Sorriso Esperança

alt

1.    Período: 07/2011 até o presente.

2.    Local: FAZENDA DA ESPERANÇA Dom Gino Malvestio.

3.    Publico Alvo: Adictos em recuperação na fazenda da esperança (MANAUS-AM).

4.    Ementa: 

O Projeto Sorriso Esperança tem como principal objetivo propiciar acesso às medidas de promoção de saúde bucal e tratamento cirúrgico-restaurador em uma instituição dedicada ao tratamento de jovens dependentes químicos provenientes de famílias de baixa renda. A Fazenda Esperança Dom Gino Malvestio, localizada em Manaus e com capacidade para 105 internos, é coordenada pela Igreja Católica e mantida com ajuda de governos, órgãos públicos e sociedade civil. O acompanhamento dos internos por profissionais da saúde é realizado por voluntários e, apesar de dispor de um consultório odontológico e da grande necessidade dos jovens, não há atendimento odontológico dentro da instituição. Dessa forma, esse projeto proporciona aos participantes orientação de higiene bucal, exame clínico odontológico, seguindo a metodologia da Organização Mundial de Saúde, e medidas de promoção de saúde bucal (controle do biofilme dental, orientação da dieta e uso do flúor), além de tratamento cirúrgico-restaurador, quando necessário, de acordo com os padrões estabelecidos no currículo de graduação em Odontologia, cumprindo as normas de biossegurança e dentro de uma visão ético-humanística.

5.    Objetivos:

OBJETIVO GERAL:

Instituir medidas de promoção de saúde e prevenção de doenças bucais aos internos da instituição, além de tratamento cirúrgico-restaurador nos pacientes com necessidade.

 OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

 ·         Conhecer as condições da saúde bucal da população-alvo por meio de levantamento epidemiológico das doenças e agravos mais prevalentes;

·         Orientar os pacientes quanto à higiene bucal;

·         Orientar quanto ao auto-exame da cavidade bucal como medida de prevenção do câncer de boca;

·         Instituir medidas de prevenção das doenças cárie e periodontal (controle do biofilme dental, orientação da dieta e uso do flúor);

·         Realizar o atendimento ambulatorial dos pacientes (tratamento cirúrgico-restaurador);

·         Propiciar ao alunos vivência em atenção à saúde bucal em uma comunidade institucionalizada

6.    Equipe:

COORDENADORES:

2011/2: PROFA. MARIA AUGUSTA BESSA REBELO

2012/1: PROFA. ADRIANA CORRÊA DE QUEIROZ

2012/2: PROFA. LUCIANA MENDONÇA DA SILVA

VICE-CORDENADORES:

2011/2: PROFA. ADRIANA CORRÊA DE QUEIROZ

2012/1: PROFA. MARIA AUGUSTA BESSA REBELO

2012/2: PROFA. ADRIANA CORRÊA DE QUEIROZ

COLABORADORES:

Profa. Luciana Mendonça da Silva

Profa. Janete Maria Rebelo Vieira

Prof. Gustavo Henrique Diniz Pimentel

Prof.Emilio Carlos Sponchiado Jr.

CD Pedro Henrique D. F. de Castro, cirurgião-dentista

ACADÊMICOS:

Alice Parisotto

Andréa Castro

José Felipe Gomes

Hamanda Oliveira

Natasha Penutt

Pedro Henrique de Castro

Raisa Castelo

Rubens Maciel

Tchelly Bandeira

Verônica Bertocco

Buscar