Área do Paciente

- O que é a cárie?

alt

 

É uma doença infecciosa e transmissível que pode ser adquirida na primeira infância ou não, sendo a causa mais comum da dor de dente.

Os restos alimentares, principalmente os açucarados, que permanecem em contato com os dentes, são utilizados pelas bactérias presentes na boca para produzir ácidos responsáveis pela desmineralização do esmalte dental, a camada mais resistente e superficial do dente, aparecendo uma mancha branca opaca, sem brilho, no dente.

A fase inicial da cárie, não apresenta ainda cavidade e, pode ser paralisada através de medidas preventivas.

- Quais as medidas preventivas?

  • Escovação e o uso do fio dental, pois assim se desorganizará ou removerá o biofilme dental;

alt

  • Através do controle do consumo do açúcar; Ex: comer doce após as refeições e não entre as refeições;
  • Utilização do flúor de uso racional (na escovação com cremes dentais fluoretados);

 

-O que é câncer bucal?

É um tipo de câncer que ocorre principalmente nos lábios, dentro da boca, na parte de trás da garganta, nas amígdalas ou glândulas salivares.

 

- Quando suspeitar?

É caracterizado por uma lesão ou ferida ulcerante persistente, de bordos endurecidos e elevados, manchas brancas ou vermelhas na gengiva, língua ou qualquer outra parte da boca, que não responde a nenhum tipo de tratamento. Nas fases mais evoluídas o câncer bucal provoca mal hálito, dificuldade em falar e engolir, caroço no pescoço, sangue na saliva e perda de peso.

 

- Quais são os grupos de riscos?

O câncer bucal, na grande maioria das vezes ocorre em pessoas do sexo masculino, após os 40 anos de idade, que fazem uso do fumo e/ou álcool, portadores de traumas bucais ou expostos aos raios solares, ou ainda com baixa imunidade. Toda ferida na boca que persista por mais de 15 dias deve ser analisada.

 

- Como prevenir?

A prevenção depende do paciente que não deve fumar, beber moderadamente, manter boa higiene bucal, evitar próteses traumáticas, utilizar protetor solar, inclusive nos lábios e no caso de suspeita procure seu cirurgião-dentista.

- Auto-exame:

alt

 

- Qual o tratamento?

Depende do seu grau de evolução e comprometimento, podendo ser cirúrgico e/ou radioterápico. Os tumores iniciais normalmente são tratados apenas com a cirurgia. Lembramos a importância do diagnóstico precoce, onde o tratamento não tem efeitos adversos, apresentando excelentes possibilidades de cura.

 

 

- Doença Periodontal

alt

 

Doenças periodontais, incluindo gengivite e periodontite, são infecções sérias que, se não tratadas, podem causar a perda dentária.

A doença periodontal é uma infecção bacteriana crônica que afeta as gengivas e o osso que suporta os dentes. Ela pode afetar um ou vários dentes iniciando quando as bactérias presente na placa começam a inflamar a gengiva.

Na forma mais branda da doença, a gengivite, a gengiva se torna vermelha, inchada e sangra com facilidade. Nesta fase, há pouco ou nenhum desconforto. A gengivite é causada por higiene oral inadequada, e é reversível com tratamento profissional e uma boa higiene oral doméstica.

Há indícios de que a gengivite, se não tratada, pode evoluir para periodontite. Com o tempo a placa pode se espalhar e crescer por baixo da gengiva. As toxinas produzidas pelas bactérias da placa irritam a gengiva e estimulam uma resposta inflamatória crônica, onde nosso organismo se volta contra si próprio, e os tecidos e o osso que suporta os dentes são atacados e destruídos. As gengivas se separam dos dentes, formando bolsas periodontais (espaços entre os dentes e as gengivas) que se tornam infeccionadas. A medida que a doença (periodontite) avança, as bolsas se tornam cada vez mais profundas, e mais tecido gengival e osso são destruídos. Este processo destrutivo apresenta sintomas bastante brandos. Eventualmente, os dentes podem apresentar mobilidade, e ter de ser extraídos.

Fatores como o fumo e o consumo excessivo de álcool são de fundamental importância no agravamento das doenças periodontais e devem ser evitados ao máximo, principalmente em pacientes já diagnosticados.

A forma principal de tratamento é a manutenção de uma boa higiene oral, utilizando técnicas de escovação corretas, uso de fio dental e mantendo visitas periódicas ao dentista.

Buscar